Segunda à Sexta - 7:30 às 12:00 e de 13:00 às 17:00

(31) 3566-9551

Informativo de Saúde

INFORMAÇÃO E SOCORRO RÁPIDO SÃO CRUCIAIS PARA O ATENDIMENTO EM CASO DE AVE

Acidente Vascular Encefálico (AVE) é a terminologia mais usada recentemente pelos médicos para denominar o que é popularmente conhecido como Acidente Vascular Cerebral (AVC) ou derrame. Um problema de saúde grave, que pode afetar pessoas de qualquer idade e deixar sequelas irreversíveis se não identificado e tratado em curto espaço de tempo.

O termo AVE vem sendo usado com mais frequência porque amplia o diagnóstico, englobando também os acidentes vasculares ocorridos no cérebro, tronco encefálico e cerebelo.  Existem dois tipos de AVE: o isquêmico, comumente causado pela falta de circulação do sangue numa região específica do encéfalo, por entupimento provisório ou permanente, parcial ou total, mais frequentemente, de uma artéria; e o hemorrágico, causado pela ruptura de uma artéria.  Este último tipo é mais grave a curto prazo, mas se tratado rapidamente e o paciente sobrevive ao evento agudo, oferece menores riscos de sequelas.

Segundo o neurologista Marcelo Volpe, da clínica Neuronium, o socorro rápido é fundamental para o paciente, pois o prazo máximo para iniciar o tratamento, chamado de terapia trombolítica, é de (4,5 horas) quatro horas e meia após o ataque, normalmente agudo. Mas em torno de duas horas após o ataque, sem socorro adequado, já se pode esperar que hajam sequelas mesmo que sejam observadas apenas na ressonância magnética. O tratamento vai depender do grau do AVE e das condições clínicas do paciente, mas quanto antes iniciado, maiores serão as chances de recuperação total ou de redução das sequelas.

Por isso é tão importante que as pessoas conheçam os sintomas. De acordo com o médico, geralmente, o AVE aparece subitamente, muitas vezes de madrugada, durante o sono, o que pode criar dificuldade para a definição do início dos sintomas ou sinais. No entanto, caso sintomas e/ou sinais compatíveis com um AVE, normalmente agudos, sejam observados por acompanhantes ou mesmo pelo próprio paciente, medidas emergenciais devem ser tomadas para conduzir o mesmo, o mais breve possível, a uma unidade de saúde de emergência, especializada e mais próxima, neste tipo de atendimento. Tais sinais e/ou sintomas podem manifestar-se de forma variada, com um ou vários sintomas, que podem abranger: fraqueza ou dormência de braços e pernas, comumente somente de um lado do corpo; dificuldades para falar ou entender o que os outros estão falando; desvio dos lábios para um lado do rosto; falta de equilíbrio; alterações da marcha, alterações na visão, confusão mental, convulsões e até mesmo coma. O AVE hemorrágico também pode provocar dor de cabeça e vômitos. Os sintomas podem tornar-se sequelas permanentes caso o tratamento não for introduzido em tempo hábil.

O neurologista afirma que a principal causa do AVE é a hipertensão arterial sistêmica. “Os riscos de ocorrer um AVE diminuem em até 60%, se a pressão arterial mantiver-se controlada em até 120/80 mmHg.” Outros fatores de risco importantes são o diabetes melitus, o tabagismo, colesterol elevado, obesidade e sedentarismo. Para as mulheres, o uso de anticoncepcionais também é fator de risco, principalmente para aquelas que têm mais de 35 anos, são fumantes ou têm enxaquecas frequentes. O abuso de drogas e álcool também aumentam as chances de apresentar um AVE  para homens e mulheres de qualquer idade.

O Dr. Marcelo Volpe salienta que, ao reconhecer qualquer um dos sintomas,  o ideal é buscar o mais depressa possível o atendimento em serviço de urgência hospitalar, que conte com um neurologista e o quanto mais rápido possível realizar-se uma tomografia computadorizada do crânio. Este ainda é o exame mais indicado para identificar se o evento é hemorrágico ou isquêmico, informação esta que é de suma importância para definição do tratamento específico. Ele aconselha que, quando possível, sejam levadas informações sobre todos os medicamentos dos quais o paciente faz uso, além dos exames já realizados. A terapia trombolítica é um tratamento eficiente se utilizada criteriosamente, por equipe de saúde treinada.

Informativo de Saúde

Newsletter

Entre em contato

Endereço
Av Cristóvão Colombo, 550 Sala 307 Belo Horizonte - MG
Telefone
(31) 3566-9551
(31) 98272-3989 - WhatsApp